Saneamento como projeto essencial para estratégias de desenvolvimento do Brasil

Em webinar da ANE-Academia Nacional de Economia e entrevista ao programa Conjuntura Econômica, AMEC destaca a importância do saneamento e das mudanças em andamento

Dois eventos importantes marcaram as atividades da AMEC esta semana, quando o Eng. Civil Álvaro Menezes falou no programa Conjuntura Econômica da TV Mar, em Maceió/AL, sobre as propostas da ANE – Academia Nacional de Economia no projeto “Brasil do Futuro” e o webinar da ANE sobre “Saneamento – Uma visão estratégica no Brasil do futuro”.

Acesse o Blog da AMEC e assista aos dois eventos.

Apresentação Brasil do Futuro

 

10 Comentários em “Saneamento como projeto essencial para estratégias de desenvolvimento do Brasil

NEWTON AzEVEDO
16 de janeiro de 2021 em 11:24

Parabéns
Precisamos de mais “Álvaros “ para esclarecer e agir
Temos muito orgulho como Hydrus por ter em vc um parceiro de fé’
Abs NEWTON

Responder
Álvaro Menezes
18 de janeiro de 2021 em 09:48

Caro amigo Newton.
Muito obrigado por seu comentário. Fico lisongeado e honrado por contar com amigos e parceiros como você, que é também um dos nosso nomes históricos do saneamento com grande experiência e conhecimento do setor.
Abraços.

Responder
Paula
16 de janeiro de 2021 em 12:33

Excelente! Parabéns

Responder
Álvaro Menezes
27 de janeiro de 2021 em 11:30

Obrigado filha. Beijos.

Responder
José Agatonice BRITO
16 de janeiro de 2021 em 13:31

Parabéns Álvaro!!
Como sempre, expondo suas convicções de forma clara e bem fundamentadas.

Responder
Álvaro Menezes
18 de janeiro de 2021 em 09:49

Bom dia Brito.
Muito obrigado por seu comentário. Fico agradecido por contar com sua contribuição para nossas experiências e aprendizados no setor.
Abraços.

Responder
Emanuel Mendonça
17 de janeiro de 2021 em 10:30

Parabéns Álvaro! É necessário quebrar esse preconceito contra a prestação de serviços de saneamento pelo setor privado. A prática tem mostrado ao longo de mais de 30 anos que a gestão pública acaba sendo desvirtuada para atender demandas políticas nem sempre voltadas as reais necessidades do setor. Principalmente no Esgotamento Sanitário.

Responder
Álvaro Menezes
27 de janeiro de 2021 em 11:29

Obrigado pelo retorno e comentário amigo. Abraço.

Responder
Fernando Antonio Barreiros de Araujo
21 de fevereiro de 2021 em 13:47

Argumentação técnica excelente e muito
didático.
Vamos divulgar essas idéias.
Parabéns Álvaro.

Responder
Álvaro Menezes
22 de fevereiro de 2021 em 21:21

Boa noite. Muito agradecido por ler os textos e comentar. Abraços.

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *